quarta-feira, 1 de abril de 2009

Os anos ensinam muitas coisas que os dias desconhecem

Caros familiares, amigos e eventuais seguidores,

A minha primeira palavra é de elogio à iniciativa, que levou à criação de um espaço de comunicação na internet, que sirva a quem queira dispor dele.

Todos os meios de comunicação têm a sua importância, e uns utilizam melhor estas ferramentas que outros.
O fim a que este blog se presta, é para mim o mais importante, e seja para memórias, para desabafos ou para experiências do quotidiano.
O partido que eu tiro dele, desde as primeiras leituras iniciais, é que se fôr para enriquecer-me um bocadinho, quer na partilha de vida, quer nos estados de alma de amigos, já me sabe bem ler.

Terei tempo e espaço para brincar com a minha memória, e com um sorriso lembrar-me num zapping da aprender guitarra com o Paulo, de ouvir música bem alto (CREED, que ainda hoje adoro) e em alta velocidade no carro do Hugo e de acordar com grandes saltos de terrorista, a prima carla e a susana. Mas porque um fio puxa o outro, deixo para mais tarde, tantas coisas boas que com tios e primos de uma forma ou de outra, enriquecem quem sou hoje.

Terei tempo para as memórias...
O primeiro post é para falar do hoje.

Começo por mim.
A nível pessoal, tenho uma vida mais que preenchida de tempo, entre a renovada tentativa de conciliar a faculdade (agora no curso de R.P e Comunicação Empresarial) e com a empresa, Criativa 3D.
O tempo é sempre pouco.
O pai chega a dizer que “a casa é uma pensão para comer e para dormir"
:)

Mas as coisas ajeitam-se, e embora tenho perdido no tempo social, nas guitarradas com amigos, o investimento tem sido complementado com os muitos contactos que a vida profissional me tem proporcionado.

Tive o privilégio, de há dias, ter sido convidado para assistir à conferencia do David Puffe, o Director de Campanha do Obama, na Univ. Católica, que muito me satisfez.

Desenvolvi o design das montras da Star Viagens, e estou agora a finalizar as campanhas de imagem de um eurodeputado e autarcas vários.

Gosto do que faço, invisto nas pessoas com quem trabalho e mantenho há quase 3 anos a empresa no mesmo lugar. Porque a vida não é fácil e as adversidades constantes, trabalha-se sempre sobre pressão e na esperança que amanhã vai ser melhor que hoje.


A História ensina-nos muito e já nos ensinou que os ciclos repetem-se. Podem mudar os contextos, podem mudar os protagonistas, podem mudar as causas e os factores, mas essa mesma história ensina-nos que depois de uma crise financeira, vem sempre uma crise social.

Na financeira, todos a sentimos.
No meu caso em particular, multiplicam-se os caloteiros e cresce uma vaga de desonestos.


A social, a mais perigosa, é propícia de modo geral a despedimentos, manifestações, aumento da criminalidade, corte em 40% nas futuras pensões dos jovens, e discursos políticos radicais, como aquele “que sugeria a nacionalização dos bancos”, ou o das empresas que têm lucro, não podem despedir...

Finalizo com uma nota geral.
Todos temos a nossa vida criteriosamente preenchida com o que achamos de mais importante.

Porque as melhores perspectivas são para deixar de haver recessão em finais de 2010, e a vida continua bem ou mal, é importante mantermos a memória viva.

Com pouco, faz-se muito, e vivi esse sentimento familiar em miúdo com a extraordinária solidariedade que muitos familiares e amigos deram na Murgeira e outras ocasiões.
É tambem com essa memória que honro quem se esforçou pelo meu futuro e pelo meu bem estar

Independentemente de, por motivos familiares vários, haver relações mais estreitas do que outras, temos mais força UNIDOS, que isolados.

Beijinhos e Abraços a todos, e até uma próxima visita,
Frederico Carvalho

3 comentários:

Gabriela disse...

querido primo como é bonita essa tua faceta de com palavras sábias olhares para a vida de forma positiva. Essa é a diferença entre as pessoas que olham sempre para o copo vendo-o meio cheio e nunca meio vazio. já não é a primeiras vez que o fazes e deixas-me cheia de orgulho por ver que afinal essa é a tua essência. um beijo carinhoso da prima gabriela.

Paulo disse...

Assim mesmo é que é Fred! Dos sacrifícios que fazes hoje colherás os frutos amanhã.
Parabéns pelo facto de te manteres à tona com a 3D. Como teu cliente só posso dizer bem e ao menos não sou um dos caloteiros.

Maria João disse...

Dico..

Gostei muito de ler o que escreves sobre ti, sobre a tua vida, os valores e os príncipios que defendes.
Tens todas as razões do mundo para honrar quem se esforçou pelo teu futuro e bem-estar.. agora é ver-te ser caminheiro em trilhos que tu próprio descobres, nos quais acreditas e que são no fundo as tuas próprias escolhas.

É com muita satisfação que observo o teu percurso!

Beijinhos